Autores

Tim Rescala é licenciado em música pela Uni-Rio em 1983. Estudou também na Escola de Música Villa-Lobos. Arranjador e pianista de música popular, trabalha também com música para teatro, cinema e televisão. É ator nessas três modalidades de arte e produtor musical na TV Globo. Como diretor musical, pianista ou compositor, fez mais de 40 espetáculos. Publicou Pianíssimo – a história de um piano encantado com a RHJ.

 

Vanderlei Oliveira de Timóteo nasceu em Belo Horizonte, em 1956. Mestre em Comunicação Social, é jornalista, escritor, roteirista, dramaturgo, diretor de programas e comerciais para a TV, compositor e realizador de curtas e documentários.

Prêmio João-de-Barro de Literatura Infantil e Infanto-juvenil; Finalista do Prêmio Casa de las Américas de Literatura Infanto-Juvenil; Prêmio 30 anos da FNLIJ, promovido pela Câmara Mineira do Livro; Prêmio Leitura Altamente Recomendável pela FNLIJ; obras selecionadas para diversos programas de leitura de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Governo Federal; Menção Especial Prêmio Luiz Jardim de Literatura Infanto-Juvenil, promovido pela UBE-RJ; Menção Honrosa Prêmio Pedro Bloch de teatro, promovido pela UBE-RJ. Com a RHJ publicou A cabeça do pato; Poesia de gente grande; O domador de nuvens; O sonho das pedras e Toti.

 

Vera Maria Tietzmann Silva é professora titular da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás, possui diversas publicações críticas nas quais se incluem ensaios e organização de antologias, seletas e obras coletivas de crítica literária, além de obras de referência específicas sobre literatura infantil. Pela RHJ, publicou Leitura literária & outras leituras: impasses e alternativas no trabalho do professor.

 

“Sou Yêda Silva Marquez, nasci em Minas Gerais e resido em Goiás desde os 17 anos, atraída pelo curso de jornalismo da UFG. Passei no vestibular e fui gostando tanto da cidade, até que Goiânia virou minha casa para sempre. Eu acho.

Aos oito anos de idade descobri o universo de Monteiro Lobato e eu, que já gostava das rodas de ‘causos’ nas fazendas em que morei, acabei me apaixonando pelas histórias dos livros e me fazendo personagem em muitos deles, brincando de entrar e sair do meio das folhas de papel com a maior naturalidade desse mundo...

Esse sentimento me acompanhou pela adolescência e idade adulta, quando pude repetir para os meus filhos – Larissa, Lorena, Adriano e Bruno – as narrativas que conhecia e outras que fui criando... De uns tempos para cá tomei coragem para compartilhar esses contos com outras pessoas e tenho a liberdade de fantasiar como gosto.”

Saiba mais sobre seus livros A Viagem da Pipa Vermelha, Sai dessa, Mano Pira! e Procura-se pai e mãe... aqui.

 


Página 25 de 25