Ilustradores

Andréa Diogo é escritora e ilustradora formada em Artes Plásticas pela Universidade Federal de Uberlândia e atua também como Arte Educadora na rede pública do estado de São Paulo. Suas histórias e ilustrações buscam resgatar e estimular a ludicidade, o fantástico e a imaginação criadora infanto-juvenil em meio à agitação dos dias atuais. Entre suas grandes paixões reúnem-se o desenho, a pintura e a leitura. Saiba mais sobre seu livro Linha, pela RHJ.

 

Angela-Lago nasceu e mora em Belo Horizonte. É formada em Serviço Social e dedica-se, desde 1980, a escrever e ilustrar para crianças. Tem mais de 40 livros publicados e, por oito vezes, venceu o Prêmio Jabuti (http://www.cbl.org.br/jabuti/). De grande prestígio internacional, a autora já ganhou outros prêmios como o “Octogone de Fonte” (França), o “Premio Iberoamericano de Ilustración” (Espanha) e o “BIB Plaque” (Eslováquia). Aos 63 anos, ela não se cansa de produzir, de contar histórias através de textos e ilustrações, e agora dedica boa parte do seu tempo ao site (http://www.angela-lago.com.br), um espaço de experimentações que disponibiliza jogos, sons e brincadeiras para crianças e adultos que se interessem por arte, magia e ternura. Livros publicados pela RHJ: 10 Adivinhas Picantes; AEIOU; Casa Assombrada; Casa de Pouca Conversa; Casa Pequena; Caso da Banana ou Muita Coisa em Pouco Tempo, O; Cena de Rua; Charadas Macabras; Chiquita Bacana e as Outras Pequetitas; Correspondência; De Morte!; Fio do Riso, O; Indo Não Sei Aonde Buscar Não Sei O Quê; Invasão das Borboletas, A; Outra Vez; Pedacinho de Pessoa; Personagem Encalhado, O; Rap Rua; Sangue de Barata; Sua Alteza, A Divinha e Marginal à esquerda.

 

Carlos Jorge Nunes é mineiro de Belo Horizonte, onde reside.

Formado em desenho de propaganda pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), é também jornalista/diagramador e cartunista. Escreve e desenha para crianças desde 1980, tendo publicado seus textos em editoras de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Rio de Janeiro e Paraná. Ilustrou mais de 50 livros de outros autores e figura em catálogos de humor do Brasil, Alemanha, Iran e Tchecoslováquia. Atualmente publica seus trabalhos em jornais, cartilhas sindicais e em livros infantis e didáticos. Pela RHJ ilustrou Dom Chicote sem mancha e seu amigo Balança-a-pança, Gira-girou, Me escuta, ta mãe?e Memória dos cães.

 
Celso Vieira. "Quando eu tinha 10 anos, insisti com meus pais pra fazer judô. Na primeira semana, todo empolgado, comprei quimono, faixa branca e aprendi a contar até dez em japonês! Ao final do primeiro mês, já estava entediado, achava tudo chato e mais repetitivo do que o sistema decimal... Aí, desisti. Desde então, repito esse comportamento em tudo o que faço, ou melhor, em tudo o que começo a fazer... Foi assim com a guitarra, que abandonei quando cansei de ficar indo infinitamente do dó ao dó. Também foi assim nas faculdades de Artes Plásticas (UEMG), onde nunca alcancei o ultravioleta, e de Letras (UFMG), onde fiz grego e nunca encontrei o zero. Entre essas duas, acabei me graduando em Comunicação Social (UNI-BH). Tudo, porém, voltou ao normal com o meu primeiro livro, Bráulio – O Livro em Branco, que acabou em interrogação. Não sei se meu mestrado em filosofia (UFMG) também vai ficar indeterminado. O que sei é que esta biografia, por enquanto (e espero que seja assim por um bom tempo!), termina em aberto..." 
 

Cláudio Martins nasceu em Juiz de Fora (MG). Formado em Desenho Industrial, ilustrou de cerca de trezentos livros infantis e criou de mais de mil capas de livros para diversas editoras. Seus prêmios mais importantes são: 1989, Selecionado para o Prêmio Catalunia de Ilustração, na Espanha; Participação na lista de Honra do IBBY – International Board on Books for Young Peoples – Suíça (1990) e Prêmio Octogone – Literatura de Transgressão, Paris; Prêmio Jabuti (ilustração 1991 e 1992); ainda no de 1992, recebeu o Prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte, e o Prêmio Melhor Livro para Crianças e Autor Revelação – com o livro Eu e minha Luneta; Prêmio Adolfo Aizem de Ilustração. Participação em feiras de livros, de 1994 a 2000: Catalunia – Espanha; Frankfurt – Alemanha; Bolonha – Itália; Gotemburgo – Suécia; Quito – Equador, e Bratislavia – Eslováquia. Publicou com a RHJ: A bola que rola, O boi da cara branca, História Atualidades 2001, Seu Flautim na Praça da Harmonia, Viagem Espacial Interativa e Viagem Mundial Interativa.

 


Página 2 de 10